Intimidade...

Sonhamos juntos
juntos despertamos
o tempo faz e desfaz
entretanto
não lhe importam teu sonho
nem meu sonho
somos trôpegos
ou demasiados cautelosos
pensamos que não cai essa gaivota
cremos que é eterno este conjuro
que a batalha é nossa
ou de nenhum
juntos vivemos
sucumbimos juntos
porém essa destruição
é uma brincadeira
um detalhe
uma rajada
um vestígio
um abrir-se e fechar-se
o paraíso
já nossa intimidade é tão imensa
que a morte a esconde em seu vazio
quero que me relates
o duelo que te cala
por minha parte
te ofereço minha última confiança
estás sozinha
estou sozinho
porém às vezes
pode a solidão
ser uma chama
...
Mário Benedetti

Nenhum comentário:

Postar um comentário