Poema de Lula 2

Rendeu a declaração do presidente.
Quem veio de família operária, classes C, D, E ..., assim como nosso querido Lula, entendeu perfeitamente o que ele quis dizer. “Brancos e de olhos azuis (ou claros)” sempre foi referência para americanos e europeus. Eu cresci escutando referências como essa.

Mas de quem é culpa pela crise mundial do capitalismo?
Para mim, é dos grandes grupos financeiros internacionais, dos países ricos - localizados na parte superior do globo - de quem sempre se rogou o direito supremo de decidir sobre o futuro da humanidade, especialmente os residentes na parte inferior do globo - índios, pretos e pobres. Toda essa história de papéis podres, quebra de banco, especulação imobiliária, todo esse mecanismo capitalista não é operado por quem só vende sua força de trabalho (e muito mal pago, na maioria dos casos). Portanto, sem culpa alguma pela crise.

Mas é importante lembrar que quem sofreu historicamente com as crises do capitalismo sempre foram os países pobres e em desenvolvimento. Sendo assim, Lula só quis chamar a atenção daqueles que “pareciam que sabiam de tudo, e que agora demonstram saber nada”, para que tomem providências. Chega de pagarmos a conta pela ganância e da exploração de poucos. Ah, mas ainda tem o racismo. Racismo? Não. Ele não inferiorizou etnias ou pregou superioridade de raça, nem incitou o ódio ou necessidade do extermínio dos culpados.

O presidente fala ao seu povo e ao mundo de maneira igual. Mesmo falando ao mundo quer que seu povo saiba o que ele está falando. Mas tenho a convicção que, antes de tudo, Lula expressa em suas polêmicas frases um sentimento classista, de pertencimento e identificação muito fortes com sua origem. E talvez seja isso que mantenha sua popularidade em alta.

2 comentários:

  1. Oi Julio... fiz um blog, ele está nascendo ainda mas pelo menos estou tentando né hahaha
    :)

    ResponderExcluir
  2. Opa meu caro amigo.

    Também inseri-o-o em meu Blog.

    Forte Abraço

    ResponderExcluir