Nada é por acaso...


Quando vi o arquivo no pc com o nome "Entre por essa porta", a mente viajou... Eu entrei. No início pensei ser apenas um arquivo de músicas cifradas. Mas não era. E meus olhos foram enchendo de água. Linha por linha, eu fui lendo o que sempre esperei ouvir. O que sempre soube. O que sempre cantei. O que sempre senti. As palavras de um sentimento que aumenta, ou revigora-se, há 16 anos. Hoje, e como em todos os dias 22 de outubro desses 16 anos, sinto a vontade de te dizer que você É A MULHER DA MINHA VIDA e que com você QUERO VIVER ATÉ O MEU ÚLTIMO SUSPIRO. Muitos não entendem. Outros condenam. Alguns invejam. São oito fragmentos de músicas que eu poderia perfeitamente ter montado. Talvez com algumas músicas a mais. Eu procurava algo para postar nesta data. Alguma coisa que mostrasse ao mundo o que significa essa palavra, ESSE SENTIMENTO, que nos une de forma tão intensa. Que nos faz cúmplices de uma louca e bela história. Que nos faz ser o que somos.
QUANDO NÃO ESTÁS AQUI, SINTO FALTA DE MIM MESMO E SINTO FALTA DO MEU CORPO JUNTO AO TEU. QUANDO NÃO ESTÁS AQUI, TENHO MEDO DE MIM MESMO E SINTO FALTA DO TEU CORPO JUNTO AO MEU. QUANDO NÃO ESTÁS AQUI, MEU ESPÍRITO SE PERDE, VOA LONGE, LONGE...

2 comentários:

  1. "São tantos devaneios tolos ... Freud explica"...
    Parabéns belas fragmentações :D

    Keli

    ResponderExcluir
  2. De tarde quando eu abri o blog pensei: "vou ler a noite qdo chegar em casa". Pra vc ver hein.. agora consigo ler imaginando todo o contexto!

    Um dia os caminhos se encontram e juntos vcs andarão pelo resto da vida!!

    bjão

    ResponderExcluir