Pertencimento


...
Será que hoje conseguirei dizer
Sem palavras, olhares
Nem gestos que já conheces bem
Que esse tempo é só graça
Nunca impede, só passa
E diz tudo o que convém
Que o desejo é inevitável
O argumento irrefutável
Nessa história que não tem fim
É muita ternura
Vida tão pura
Impossível de sair de mim
...

13 comentários:

  1. Amei teus versos...
    Bjs de Boa noite
    Mila Lopes

    ResponderExcluir
  2. Nossa, seus versos estão perfeitos...
    Adorei...

    Abração...

    ResponderExcluir
  3. Seria a forma mais bonita de se dizer, mas as palavras sempre tomam o lugar.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  4. Os argumentos nos pertencem e nos fazer ser mais..
    Um abraço
    Ju

    ResponderExcluir
  5. Meu amigo
    Um lindo poema...adorei

    Beijinhos
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  6. ...quando fica isso no coração, a Alma se alegra.

    Beijo!

    Paz e Luz!

    ResponderExcluir
  7. De fato o tempo não nos impede. Somos nós mesmos que nos impedimos...

    Lindo esse teu espaço.
    :)

    ResponderExcluir
  8. Obrigada...
    pelas gentilezas deixadas
    por você lá no meu blog...
    Depois de longa ausência...
    voltei...
    Beijos floridos e belos...
    Leca

    ResponderExcluir
  9. Oi Júlio,
    Ganhei um prêmio e um selo indicado pelo Blog Torre de Vidro e estou repassando pra vc :D Não sei bem pra que serve isso e qual o grau de importância mas indiquei seu blog (que gosto muito). Passa lá e pega o prêmio e o selo.

    ResponderExcluir
  10. Salve Júlio e seus momentos ...

    Saia de si... viva intensamente

    Keli

    ResponderExcluir
  11. Eu gosto mesmo é de como tudo que vc escreve é tão colorido, parace ter todas as cores do mundo!

    Milhões de beijos

    ResponderExcluir
  12. Claro que consegue!
    Perfeito! Adorei!

    beejo! beejo!

    ResponderExcluir
  13. Lindo o teu blog, Júlio. Parabéns!

    ResponderExcluir