Interstício

Onde estará o pensamento
Nestes tempos sem tempo
De vida atribulada
Correria
Lembrando da essência
E de uma palavra não dita
Pensei
Sem pensar
Que talvez fosse ousadia
Desejo
Uma bela fantasia
Que por hora não sei contar
O que importa é que aprendo
Sempre atento
Tanto quanto escolho
Com esses movimentos
Que a vida dá