Quanto tempo eu tenho pra ficar?


...
Nem sei quanto tempo tenho
Mas ainda me pego a pensar
De querer te encontrar todo dia
Coisas simples de enamorar
Ingrato é o que é o destino
E essa mania de querer amar
Estou à deriva da paciência
[às vezes em marcha lenta]
Não sei onde fui parar
Quem ficou pelo caminho
Esqueceu de me avisar
O que eu tinha era só metade
Verdades a encontrar
...

6 comentários:

  1. Ficar até as verdades encontrar, depois partir, para mais verdades admirar!
    Muito bom, e esse tempo que envolve!
    Um abraço Júlio
    Ju

    ResponderExcluir
  2. palavras pra se pensar..

    bom domingo bjo ;)

    ResponderExcluir
  3. e as vezes não encontramos nenhuma verdade, pois elas nunca estiveram perdidas é que nós temos o hábito de querer achar tudo até mesmo o que não está e o que nunca esteve perdido.
    :)

    ResponderExcluir
  4. Demorei para retribuir o sorriso deixado no Luz, mas cá estou e mavilhada com o lirismo que encontrei... Belo seu canto!

    Um abraço iluminado e ótima semana a vc...

    ResponderExcluir
  5. Que saudade de passar por aqui!
    Seus textos me fizeram muita falta...
    Agora estou de volta.

    Beijão, boa semana!

    ResponderExcluir
  6. Temos sempre partes perdidas pelo tempo, esperando ser achadas.

    Beijo, poeta.

    ResponderExcluir