[In]Finitudes

[...]
Num universo imenso
Desapareço
[pereço no tempo]
De tão pequeno
Que ainda me tornarei
[...]

Nenhum comentário:

Postar um comentário